investimento imobiliário

​​​​​​​Seja qual for a época econômica, blindar seu dinheiro é sempre um bom jeito de garantir um futuro sem surpresas desagradáveis. Uma das formas mais seguras de fazer isso é o investimento imobiliário – e com certeza você já ouviu algum especialista aconselhando a aplicação em imóveis como um meio garantido de preservar seu capital.

O que muita gente não sabe é que há várias formas de fazer isso, não apenas comprando uma casa, apartamento, terreno, loja ou sala comercial, por exemplo. Veja agora por que o investimento imobiliário é uma excelente maneira de proteger suas economias.

investimento imobiliário

Como fazer um investimento imobiliário seguro? 

Basicamente, todo investimento imobiliário é seguro desde que você leve em consideração alguns fatores. Na compra de um imóvel, por exemplo, você deve ficar atento não apenas à oportunidade de conseguir um bom preço, mas principalmente à região escolhida. Analise se ela está em crescimento, verifique os planos do governo municipal para aquela área, suas principais características.

Há fartura de transporte para outras regiões da cidade? O local é seguro? Há shoppings, escolas e hospitais ou clínicas? Bons restaurantes, bares da moda por perto? Há crescimento de favelas próximas ou alto índice de criminalidade? Há áreas de lazer de qualidade? Analise as probabilidades de crescimento do local para ter certeza da valorização do imóvel e de que está fazendo um investimento imobiliário seguro.

Nem todo investimento imobiliário é aquisição de imóvel 

No entanto, se você não tem condições de dispor da quantia necessária para um adquirir um imóvel nessas condições, há outra forma de investimento imobiliário: o fundo imobiliário.

Por exemplo, muito provavelmente nunca passou pela sua cabeça ser sócio de um shopping center – muito menos com uma quantia tão pequena quanto R$ 500,00. Só que isso não só é possível como tem sido uma forma de fazer um investimento seguro por um número cada vez maior de pessoas.

Na verdade, esse tipo de investimento imobiliário é bastante simples: você se une a outros investidores e compram não um apartamento, mais todo um empreendimento.

A cota de cada um vai variar de acordo com o investimento feito individualmente. Assim você pode ser sócio de vários empreendimentos ao mesmo tempo, diluindo o risco e tornando a aplicação mais segura.

Entenda como são os rendimentos do investimento imobiliário

Quando você faz um investimento imobiliário pela aquisição de um imóvel, você recebe o aluguel do inquilino todos os meses – até que considere estar na hora de vender e recuperar a totalidade do valor investido através da valorização do apartamento, por exemplo.

A partir daí você pode comprar outro imóvel ou mais imóveis, diversificando sua aplicação e multiplicando os rendimentos.

Já no fundo imobiliário, você também recebe aluguel, só que de vários inquilinos – são os rendimentos. Outra vantagem desse tipo de investimento imobiliário é que esses rendimentos são isentos de Imposto de Renda para pessoa física, o que não acontece no aluguel simples.

Essa isenção, no entanto, só é válida para os aluguéis, se houver valorização das cotas ou venda do empreendimento, o IR se torna obrigatório.

Da mesma forma de quando você compra um imóvel, o fundo imobiliário também é influenciado pelo mercado. Ou seja, se o empreendimento valorizar, você também ganha mais, na proporcionalidade da quantidade de cotas investidas no fundo, é claro.

Risco e liquidez do investimento imobiliário 

Qualquer tipo de investimento imobiliário é influenciado pela valorização do bairro, aquecimento do mercado, desenvolvimento local, solidez da economia etc.

A diferença é que, enquanto na aquisição de um imóvel o investidor fica limitado àquele bem, no fundo ele pode diversificar o investimento em vários empreendimentos diferentes.

Por outro lado, ambos os tipos de investimento imobiliário têm boa liquidez. Claro que quanto mais aquecido o mercado, mais rapidamente se vende um imóvel.

No entanto, as cotas são ainda mais fáceis de serem transformadas em dinheiro rapidamente, já que até pelo próprio valor, são mais fáceis de serem comercializadas.

Para isso, basta colocar as cotas que se deseja vender na bolsa de valores que, depois de vendidas, o valor correspondente está na conta do vendedor em apenas três dias.

Veja como escolher e quanto investir fundo imobiliário 

Um dos cuidados que se deve ter ao investir em fundo imobiliário é averiguar onde o empreendimento do qual você comprará cotas aplica seus próprios investimentos. Afinal, você estará terceirizando a gestão e também ficando com os riscos de uma má administração. O ideal é ter um bom gestor como conselheiro.

Por outro lado, você pode comprar quantas cotas quiser. Elas são vendidas na bolsa de valores, e o valor mínimo depende da instituição financeira pela qual você fará a transição.

No Banco do Brasil, por exemplo, o valor mínimo é R$ 500,00 mas nada impede que você compre R$ 5 mil ou R$500 mil, por exemplo. E você ainda pode reinvestir valor dos rendimentos, comprando novas cotas ou um imóvel, por exemplo.

Quer saber mais sobre investimento imobiliário para escolher o melhor para o seu perfil? Deixe sua dúvida aqui ou nos procure para saber mais sobre o assunto! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *